É muito difícil alguém chegar ao sucesso por acaso. Por estar simplesmente trabalhando e de repente descobre um produto ou serviço incrível e fica milionário de uma hora para a outra. Até porque, mesmo que esse produto seja incrível, existe todo um processo de planejamento para distribuição, venda e com isso vem as metas a serem alcançadas.

As vezes parece que a meta estabelecida é superficial? Sente que ela é abstrata? Seja em uma meta de trabalho ou mesmo uma meta de realização pessoal? Aquela viagem que você sempre quis fazer mas sempre tem que adiar? Aquele projeto de montar seu próprio que virou um papel na gaveta ou mesmo apenas um assunto legal para conversar com amigos novos?

Eu quero compartilhar contigo 3 formas de lidar com minhas metas que tem me ajudado a cumprir minhas metas:

ARRISQUE!

Quando a água bate, a gente aprende a nadar.

Poxa, começar arriscando? Sim! Uma ideia só é boa quando é colocada em prática. Então, se você acredita nessa ideia, arrisque, dê o primeiro passo. Se você tem medo de avançar, então, faça um compromisso inicial. Isso vai fazer com que você se mexa mais de pressa para cumprir esse compromisso.

Quando estávamos montando nossa mais nova agencia Arko3, tudo ainda estava no campo da ideia. E nós estávamos sempre com o pé no chão. Meus pensamentos sempre foram de ter a maior segurança possível. Estávamos vendo sala para alugar, cnpj e todas as questões para se abrir uma empresa, mas nós não tínhamos cliente nenhum para esse novo projeto. Por isso eu decidi que deveríamos esperar, conquistar clientes primeiro e depois fazer os investimentos. Me lembro como se fosse ontem, meu sócio, Alaor, disse “Se você não quiser alugar essa sala, eu vou alugar sozinho”. E isso foi um choque pra mim, pois eu percebi que eu estava atrasando o projeto. Então concordei com ele. Não chegamos a pagar o primeiro do nosso bolso e já tínhamos clientes o suficiente para manter as despesas iniciais. Ou seja, a água bateu e a gente precisou nadar pois tínhamos conta para pagar, expectativas para atender, metas para cumprir. As vezes é preciso arriscar para sair do lugar.

CLAREZA.
Decisões simples, cumpre ou não cumpre o objetivo?

Eu vejo muitos clientes e amigos que tem dificuldade de alcançar seus objetivos justamente por não saber o que querem. Quando eu digo “SABER O QUE QUER” estou me referindo em ter em sua mente claramente o seu objetivo. Eu ouço muitas pessoas me dizerem “Meu sonho é tocar violão” e eu digo a elas – Não é não! Porque se fosse você estaria fazendo algo a respeito. Quando você sabe o que quer, fica mais fácil tomar decisões, e aqui eu quero enfatizar QUANDO VOCÊ SABE ONDE QUER CHEGAR, VOCÊ NÃO ACEITA OUTRO CAMINHO QUE NÃO TE LEVE PARA O ALVO.

 

  1.     Monitore – Quantos passos já dei? Quantos faltam?

No decorrer do processo é normal que venhamos a nos distrair, dai vem aquela impressão de que a meta é abstrata. Por isso, é preciso monitorar os seus passos. Saber quanto já andou e quanto ainda falta andar. Isso vai fazer com que sua meta se transforme em algo mais concreto. Pois sempre que você perceber que sua meta está mais próxima, você vai se motivar a continuar avançando. Alguém me disse uma vez “Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar está bom”. Se você sabe onde quer chegar, o melhor lugar é sempre em um novo passo em direção ao alvo.

Facebook Comments